BARBADOS: A Garota do Outro Lado da Ilha

Quem diria que a nossa garota se tornaria essa lenda? Tudo começou em 2004, em Barbados, durante uma audição que iria mudar completamente sua vida. Rih tinha apenas 15 anos quando se apresentou ao produtor musical Evan Rogers… PARA TUDO! Isso continua depois, porque agora eu vou te contar como isso aconteceu, desde o inicio. Então pega um lanche, liga o Music Of The Sun, e vem comigo!

Quando as Américas foram descobertas pelos portugueses, uma certa ilha chamou a atenção pelas águas cristalinas, a areia levemente rosada, a natureza exuberante e um ponto estratégico perfeito para suas expedições de exploração das novas terras. Esta porta de entrada do Caribe era Barbados, a ilha mais oriental da região, que ganhou o nome por conta das árvores cheias de cipós, que pareciam barbas.
Leia mais sobre a ilha em VisiteBarbados.com

Saint Michael, BARBADOS, 20 de fevereiro de 1988, nascia Robyn Rihanna Fenty, filha de Monica Fenty, de ascendência guianense, e Ronald Fenty, de ascendência barbadense e irlandesa. Naquela pequena ilha do caribe, “Rihanna”, como é chamada artisticamente, começou a cantar aos 9 anos de idade, como um escape ao ver a sua mãe sendo agredida pelo seu pai, esse que tinha vários problemas, tanto alcoólico quanto vício de drogas. A varanda e chuveiro de sua casa eram seus palcos, suas maiores alegrias ao tentar esconder a tristeza que tinha ao ver aquela situação. Rih tem também dois irmãos mais novos, Rajad, o caçula, e Rorrey, o do meio.

Pai (Ronald), Rihanna, irmão caçula (Rajad), Mãe (Monica)

Ainda aos seus 9 anos, Rihanna fundou sua primeira “girl-band”! HAHAHA isso mesmo. Foi na Escola Charles F. Broome Memorial School, onde ela se juntou a mais duas colegas de classe.  Depois de um período, as brigas de seus pais chegariam ao fim.

“Meu pai saiu de casa quando eu tinha nove anos, então eu ainda era muito jovem quando eu convivia com seus vícios. Eu não entendia exatamente o que estava acontecendo, mas eu sabia que ele estava fazendo algo que não deveria. A vida do meu pai foi bastante caótica, e, em parte por causa de seus problemas com drogas, nunca tivemos tanto dinheiro. Minha mãe trabalhou como contadora e, em um determinado momento, eu fui deixando as coisas a cargo dos meus irmãos mais novos. Meu pai não se sentia como um fardo. Era apenas a realidade.” […] “Eu sempre vi maconha e cocaina ao redor dele (pai), mas não sabia o que era. Só sabia que minha mãe não gostava, e eles sempre estavam brigando por causa disso. Minha mãe era uma mulher muito forte e tentou nos proteger de tudo o que pôde. Mas ela estava trabalhando e ele estava em casa, então não havia muito o que esconder. Ele está ok, fora das drogas agora. Ele superou isso QUANDO EU JÁ ERA ADULTA porque minha mãe não nos deixaria vê-lo mais. Então, ele largou tudo por nós.”

No dia em que recebeu prêmio de Ícone no AMAs, Rihanna com Evan Rogers e Carl Sturken 9 anos após conhecê-los

E agora chegamos ao nosso ponto inicial, a nossa garota estaria iniciando uma carreira musical de sucesso, consagrada e poderosa de todos os tempos!

Aos 15 anos, Rihanna foi apresentada ao produtor musical Evan Rogers, junto com o seu sócio e também amigo, Carl Sturken, que passavam as férias em Barbados, logo marcaram uma audição, na qual ela apresentou a canção “Emotion”, do Destiny’s Child. Evan contou posteriormente:

“Eu pensei, ‘Se essa garota pode cantar, então, uau!’ Ela tinha tanta presença. A maquiagem estava perfeita, usava uma calça capri e tênis combinando com seus olhos verdes e longo pescoço de supermodelo. Mas Evan imediatamente pensou, “ela provavelmente não sabe cantar, já que na maioria das vezes as mais bonitas não sabem. O tempo todo pensei, ‘tenho que agendar uma próxima reunião com essa garota‘.”

Ainda em 2004, nossa RiRi ganha o concurso de beleza em seu colégio, Combermere School, onde foi nomeada a “Miss Combermere”. Após ter feito uma apresentação no Colours Of Cobermere Show, cantando a música “Hero” de Mariah Carey — assista aqui.

Mais tarde, Evan e Carl ajudaram-na nas gravações de várias músicas em Nova York. RiRi até mesmo chegou a morar na casa de Evan e sua esposa por algum tempo. No total, Rih e Evan gravaram um total de 12 músicas, sendo 4 demos, inclusive uma nova versão de “Last Time” de Whitney Houston. O que viria ser o seu primeiro single de estreia também foi gravado, “Pon De Replay”, uma música com batidas de dancehall e reggae, ritmos fortes e freqüentes na cultura musical de Barbados, e acrescentaram um pouco de R&B.

As músicas foram enviadas a diversas gravadoras, inclusive uma cópia do seu trabalho ao Jay-Z, que na época o vice-presidente do que viria ser a futura gravadora de Rihanna, a Def Jam Recordings.

“Eu estava muito tímida… Eu estava nervosa o tempo todo, sentindo um frio na barriga. Estava sentada na frente do Jay-Z. Tipo, o Jay-Z!”

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

Ao ouvir seu trabalho, ele quis contratá-la imediatamente. Rihanna não saiu do prédio até assinar o contrato (às 3 da manhã) e cancelar as reuniões que teria ao longo do dia.

Então o que viria a seguir, seria seu álbum de estréia mundial: Music Of The Sun! Se prepara. 🙂

Primeira Era: MUSIC OF THE SUN

Comente abaixo e interaja com outros fãs :)