SIM, EM ALTO E BOM TOM: LOUD

O nome que deu vida ao quinto álbum de estúdio de Rihanna nos transmite as reais intenções do que estava por vir. Lançado no dia 16 de novembro de 2010, tendo Stargate como produtor principal, o Loud é conhecido e lembrado como o brilho e a cor dos olhos de grande parte da Rihanna Navy.

Segundo Rihanna, o nome “Loud” simbolizou muito a energia das gravações, algo em tom elevado, dançante ou até mesmo gritante, cujo principal objetivo era que pessoas pudessem ouvir do início ao fim, sem interrupções. Acertou, né?

Rihanna LOUD
Fotos promocionais do álbum. Arte criada por @badboynem especialmente para RIHANNA.com.br

FAIXAS DO LOUD:

  1. S&M
  2. What’s My Name (feat. Drake)
  3. Cheers (Drink To That)
  4. Fading
  5. Only Girl (in The World)
  6. California King Bed
  7. Man Down
  8. Raining Men (feat. Nick Minaj)
  9. Complicated
  10. Skin
  11. Love The Way You Lie (Part. 2 feat Eminem)

iTunes/Apple Music Google Play Spotify Deezer Tidal

SINGLES:

ONLY GIRL: O primeiro single do disco nos traz o eletro-pop e mostra o talento na potência vocal de Rihanna. O mesmo foi muito aclamado pela critica, devido ao seu refrão poderoso e as suas “batidas de balada”.

O vídeo musical da canção, dirigido por Anthony Mandler, foi definido pela MTV em 3 palavras: Feliz, colorido e energético. Assista:

Em uma entrevista ao Just Jared, Rihanna explicou sobre a sensação ao gravar o trabalho:

É muito bonito filmar nestes lugares loucos. Nós filmamos paisagens que encontramos um pouco distantes de Los Angeles. Foi tão irreal, algo falso, como se tivesse saído de um postal com as colinas bonitas… Nós tivemos muito brilho do Sol nestes dias, então funcionou diante da essência do vídeo. O vídeo apenas mostra esta grande paisagem e a única pessoa lá sou eu.

O single atingiu o topo da Billboard Hot 100 e recebeu um Grammy na categoria Best Dance Recording.

WHAT’S MY NAME feat. Drake: O arrepio é nítido, os vocais são marcantes e melódicos. A batida sempre única, inconfundível e contagiante. Podemos sentir?

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

“Hey boy I really wanna see if You can go downtown with a girl like me…”

Meu Deus, sempre apaixonante, inevitável e indescritível!!! Assista ao vídeo.

Ao lado de Drake a descrição da canção vem de jovem e brincalhona, com origens estilísticas do Eletrônico misturado com o R&B e um toque do Reggae.

O single alcançou o topo das paradas musicais de países como Reino Unido e Estados Unidos, alcançou o ápice da Billboard Hot 100 e foi nomeado a um Grammy na categoria Best Rap/Sung Colaboration.

S&M:

OK, NA NA NA NA NA COME ON…
“A mais atrevida”, “A mais “alta”, “A mais ousada”, “A mais louca”.

Indiscutivelmente, a canção mais insana do álbum.

Rihanna sente o cheiro de sexo no ar e não se importa, alega gostar do mesmo. (Ui…)

Definido como polêmico, ousado e psicótico, mas ao mesmo tempo libertador, Rihanna se mostrou de uma forma pouco vista anteriormente, contanto a sua história diante da fama e as manchetes de jornais.

O vídeo dirigido por Melina Matsoukas foi censurado em mais de 11 países, devido às cenas sadomasoquistas. Felizmente, o ocorrido não impossibilitou o sucesso do single, que atingiu o topo da Billboard Hot 100.

S&M feat. Britney Spears: No dia 10 de Abril de 2011 Rihanna anunciou pelo Twitter a parceria com Britney para um remix de “S&M”.

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

Em entrevista para Elvis Duran da rádio Z100, Rihanna falou sobre a colaboração:

“Eu perguntei para os meus amigos qual cantora seria perfeita para um remix e o nome dela foi o mais citado. Britney quase nunca fez duetos e foi ótimo saber que ela adora a canção e que queria colaborar. Foi algo muito especial. Quero muito um videoclipe. Quero bater na Britney no videoclipe. (Risos)”

O clipe não aconteceu, mas a performance bastante esperada de abertura do Billboard Music Awards deu o que falar.

CALIFORNIA KING BED: É possível ouvir melodicamente o acústico e abrir um sorriso: Chest to chest, Nose to nose, Palm to palm… Como não amar?

Rihanna GIF - Find & Share on GIPHY

Rihanna canta diante de uma suavidade sonora nunca apresentada anteriormente, sobre relacionamentos que não deram certo.

Uma letra simples, um vocal imprevisível e um solo de guitarra extraordinário, fizeram da canção o auge do romântismo do LOUD. Confira o vídeo.

MAN DOWN: Sim, ninguém nunca ouviu uma mulher cantando reggae assim. Marcado pela batida caribenha, Rihanna gritou suas origens em forma de música.

A canção ao lado do clipe dirigido por Anthony Mandler, trás uma forte história e mais uma vez polêmica, onde Rihanna mata o homem que tentou estuprá-la.

“No vídeo está expressa a vontade de Rihanna como ela o queria fazer, transmite uma luz sobre um assunto muito obscuro… Este meio é ótimo para este tipo de mensagens… Cresci numa era em que a Madonna lançava vídeos controversos. Acho que a maioria dos artistas estão perdendo esse hábito… O fato é que há um argumento para a proibição, porque isto fará com que as mulheres queiram se vingar dos seus agressores. É óbvio que é um enorme problema que temos de lidar enquanto pais.” Disse o diretor Anthony Mandler diante das críticas temáticas que o clipe recebeu.

Em rítimos profundos o “rum-pum-pum-pum” é considerado um marco vivo, tradição para os fãs, que gerou a Rihanna o topo das paradas músicais na França por 5 semanas consecutivas.

CHEERS (Drink to That): Um verdadeiro brinde ao final de semana. Uhul!

A música incorpora trechos de “I’m With You” interpretada por Avril Lavigne para o seu álbum de estreia Let Go. A faixa é bastante comemorativa, fazendo total referência ao álcool e o vídeo foi dedicado aos fãs, com imagens captadas durante vários shows da turnê Loud Tour, entre outros cenários descrevendo o dia-a-dia de Rihanna.

Parte das gravações foram feitas de forma espontânea em Barbados, terra natal de Rihanna, e com direito ao grito épico de “Rihanna Navy” no final do clipe, o que cativou ainda mais os fãs.

PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS, DIVULGAÇÕES E EVENTOS:

GRAMMY AWARDS: Na premiação de 2011, Rihanna chegou com o cabelo em chamas para cantar “What’s My Name” com Drake e “Love The Way You Lie” com Eminem. “Only Girl” levou para casa o prêmio de Melhor Gravação Dance e, no ano seguinte, veio a nomeação do Loud na categoria Álbum do Ano, que não levou, infelizmente.

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

AMERICAN MUSIC AWARDS: Rihanna foi responsável pela abertura do American Music Awards, onde fez uma performance inesquecível com três canções do Loud:“Love The Way You Lie (Parte 2)”, “What’s My Name?” e “Only Girl (In The World)”. Após performar, Rihanna voltou ao palco para receber o prêmio de Melhor Cantora de Soul/R&B.

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

X-FACTOR: No programa X Factor do Reino Unido, Rihanna se apresentou com “Only Girl” e voltou semanas depois para a final com uma performance de “Unfaithful” com um dos participantes e “What’s My Name”. A última gerou críticas a Rihanna e ao programa devido ao look de RiRi. Para, gente!

VOGUE: A primeira capa da Vogue dos Estados Unidos surgiu na era Loud, em abril de 2011. Confira um trecho da entrevista:

A cultura pop está mudando, está se tornando mais rock’n’roll, e os ícones pop atuais são bem libertos, não estão nem aí, e as pessoas tem que engolir isso. As pessoas ainda pensam que estrelas do pop significam modelos a serem seguidos, mas é praticamente impossível ser assim. Eu batalhei contra isso e cheguei a conclusão que só consigo viver a minha vida para mim mesma. Eu com certeza quero ajudar e ensinar jovens garotas sempre que posso, mas também existe o personagem que eu tenho que interpretar em meus vídeos para contar histórias. Isso é arte, e muita das partes que eu interpreto não são necessariamente o que eu sigo na minha vida pessoal, mas é difícil diferenciar isso.

SATURDAY NIGHT LIVE: No programa de TV SNL, Rihanna cantou “What’s My Name”, “Only Girl” e ainda participou do quadro de humor Shy Ronnie 2, em que ela interpretava uma assaltante de bancos.

PREMIAÇÕES DA MTV: Em 2010, Rihanna compareceu ao MTV Video Music Awards e MTV Europe Music Awardas. No VMA, ainda antes do lançamento do Loud, Rihanna surpreendeu a todos aparecendo durante a performance de “Love The Way You Lie”, seu mega-hit em colaboração com Eminem — veja. No EMA, RiRi transformou o palco em um jardim durante a apresentação de “Only Girl” e venceu a categoria Melhor Artista Feminina Internacional.

COLABORAÇÕES: A colaboração de Eminem com Rihanna, “Love The Way You Lie”, se tornou um dos maiores hits das carreiras de ambos, passando 7 semanas no topo das paradas dos Estados Unidos e sendo a música mais vendida do Reino Unido no ano de 2010 — veja o polêmico vídeo. Rihanna também aceitou a colaboração com Nicki Minaj na música Fly e subiu ao palco com Bon Jovi para cantar o clássico Livin’ on a Prayer. A colaboração com Kanye West em “All Of The Lights” garantiu o Grammy na categoria Best Rap/Sung Collaboration.


PERFUME:
Em 2011, Rihanna lançou sua primeira fragrância, Reb’l Fleur. O perfume foi um grande sucesso mundial e levou ao lançamento de várias outros posteriores. Confira o vídeo promocional.

“Minha avó em Barbados me chamava de Flor Rebelde. Com o passar dos anos, eu adquiri várias essências para chegar a algo que era próprio meu. Mas eu queria…algo que disse ‘Rihanna esteve aqui.’ Algo delicioso e especial, uma fragrância com notas delicicas que persistem e deixam uma memória sexy.”

Acertou, RiRi!

LOUD TOUR: Oitenta e nove shows agendados.

Teve início no dia 4 de Junho de 2011 em Baltimore nos EUA. Devido à forte aderência do público, Rihanna chegou a adicionar datas extras à turnê que, segundo a Poll Star, teve o 7º maior rendimento de 2011.

A turnê passou pela América do Norte, Europa e Brasil (confira tudo sobre os shows que rolaram por aqui em nossas página dedicada a eles) e rendeu um DVD gravado na O2 Arena em Londres, onde Rihanna fez incríveis 10 apresentações. Veja o trailer.

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

Estamos criando uma turnê incrível. estou animada para cair na estrada e compartilhar minhas novas músicas deste álbum. vamos ter uma experiência ÓTIMA e sei que meus fãs estão prontos para fazer barulho! A era “Loud” será fabulosa, novas cores, palcos e SHOWS.

Lista de músicas:

  1. Only Girl (In the World)
  2. Disturbia
  3. Shut Up and Drive
  4. Man Down
  5. Darling Nikki (Versão de Prince)
  6. S&M
  7. Let Me
  8. Skin
  9. Raining Men
  10. Hard
  11. Breakin’ Dishes (mais versão de The Glamorous Life de Prince)
  12. Run This Town / Live Your Life
  13. Unfaithful
  14. Hate That I Love You
  15. California King Bed
  16. Pon De Replay
  17. What’s My Name?
  18. Rude Boy
  19. Cheers (Drink to That)
  20. Don’t Stop the Music
  21. Take a Bow
  22. Love the Way You Lie (Part II)
  23. Umbrella
  24. We Found Love (inclusa após seu lançamento)

Era Anterior: RATED R Próxima Era: TALK THAT TALK

Natália Almeida
Siga-me

Natália Almeida

Colaboradora em RIHANNA.com.br
Meu nome é Natália Caroline, eu me tornei fã da Rihanna em 2009 ao assistir o Live in Milano. Desde então, o envolvimento e a dedicação se tornaram fortemente presentes na minha vida. Estive no Rock in Rio 2011 e no Rock in Rio 2015, os eventos foram os momentos que mais me marcaram.
Natália Almeida
Siga-me

Últimos posts por Natália Almeida (exibir todos)

Comente abaixo e interaja com outros fãs :)