Rihanna é um ícone! E não se resume só a sua beleza extraordinária, seu talento e criatividade. Tudo o que ela toca, se transforma em ouro. Rihanna é poderosa. Rihanna é mulher. Rihanna é feministade verdade.

Nos últimos anos, RiRi tem se mostrado uma peça chave no meio feminista, provando ainda mais para o que veio e derrubando de vez eventuais plaquinhas que dizem que mulheres não são livres. E faz isso com muito estilo e elegância, porque ela não é fraca, não!

Confira as 5 vezes em que nossa diva inovou, esmurrou os padrões e protestou sem descer do salto.

Women’s March, Nova York

“Muito orgulhosa de ser uma mulher!! Estou tão orgulhosa das mulheres de todo o mundo que vieram juntas hoje para protestar PELA pró-escolha!”

Usando uma de suas cores favoritas (que para quem não sabe, uma delas é rosa), Rihanna protestou na frente do arranha-céu “Trump Tower” durante a Marcha das Mulheres, que aconteceu no comecinho de 2017. Rih usava uma camiseta escrito This Pussy Grabs Back (“Essa gatinha arranha de volta”), junto a um tule de balé e um bonézinho com a figura de uma mão que mostra o dedo do meio. Basicamente exalando o lado menininha, porém pronta para atacar!

Camiseta Feminista da Dior

I ❤️️@dior

A post shared by badgalriri (@badgalriri) on

Logo após a Marcha das Mulheres, Rihanna parou a internet ao publicar no Instagram a foto em que usa uma camiseta com We Should All Be Feminists (“Todos nós devíamos ser feministas”) escrita. A camiseta fez parte de uma parceria beneficente com a Dior e todos os lucros gerados por ela foram destinados à fundação criada e mantida por RiRi, a Clara Lionel Foundation.

Camiseta da Hillary Clinton

A Sra. Estilo (RiRi) foi vista hoje à tarde em Nova York usando uma camiseta com foto da Hillary Clinton — candidata à presidência dos EUA.

A post shared by 🇧🇷 Rihanna No Brasil – RBR ⚓️ (@rihanna.com.br) on

No dia 19 de outubro do ano passado, dia de debate presidencial nos Estados Unidos, Rihanna saiu às ruas mostrando sua admiração por Hillary Clinton. Usando uma camiseta personalizada com a fotografia de Hillary quando jovem, RiRi fez bonito nas ruas de Nova York e mostrou para quem seria todo o seu apoio político.

E, aliás, essa não foi a única fez em que ela usou camisetas com o rosto da ex-candidata estampada. Durante os bastidores das gravações do filme Oceans 8, Rih também deu as caras usando uma camiseta com a própria imagem vestindo a camiseta com Hillary estampada. Ícone fashion!

RiRi, assim como Bey, Gaga, JLo, Katy e muitas outras pessoas inteligentes, apoiam a Hillary Clinton. E você? #ElectionDay

A post shared by 🇧🇷 Rihanna No Brasil – RBR ⚓️ (@rihanna.com.br) on

Blusinha “Vadiazinha

These #Slutz

A post shared by badgalriri (@badgalriri) on

Em 2013, RiRi chamou a atenção da mídia ao usar um Crop Top escrito Slutz (“Vadia”) da marca de roupas femininas MadeMe. A palavra estampada na blusa geralmente é ligada a ofensas e xingamentos machistas. Bem, nesse caso em especial, Rihanna está mostrando ser dona do seu direito de pregar essa linguagem, e não ser considerada como algo verbalmente ofensivo e, sim, como um “apelido” dado para si mesma.

D.I.Y: Faça você mesma!

💎

A post shared by RihannaNoMundo (@rihannanomundo) on

Ainda em 2013, e durante um burburinho sobre ter supostamente voltado a se encontrar com seu ex, Chris Brown, Rihanna simplesmente apareceu com uma camiseta um tanto que, digamos, ousada. Na imagem há uma mulher com a mão nas partes íntimas e um discreto Do It Yourself (“Faça você mesmo”) escrito em vermelho chamando toda a atenção. A camiseta foi alvo de controvérsias, uma vez que era feita pela marca de roupas masculinas Another Enemy e fazia referência à sexualidade e ao prazer feminino.

Contribuições na moda

Você sabia que boa parte das peças de roupas lançadas na linha de Rihanna para a PUMA são unissex? Na edição de 2016 da revista VOGUE em que Rihanna foi capa ela deixa claro o porquê:

“Eu sempre quis fazer o que meus irmãos faziam. Eu sempre quis jogar os jogos que eles jogavam, jogar bem e vestir o que era dito como apenas masculino, sabe? Mulheres se sentem empoderadas quando elas podem fazer coisas que dizem que só homens podem fazer. Isso quebra tabus, é libertador, e é empoderador quando você sente que, tipo, pode fazer isso também.”

#FENTYxPUMA

A post shared by 🇧🇷 Rihanna No Brasil – RBR ⚓️ (@rihanna.com.br) on

Bloqueio no Instagram

O mundo mais uma vez parou por causa de Rihanna, dessa vez, para um ato de revolta. Em 2014, badgalriri teve sua conta do Instagram banida após a publicação de algumas imagens do seu ensaio sensual para a revista LUI.

Veja quais foram as 36 capas de revistas mais memoráveis de Rihanna

Tal acontecimento gerou até hashtag nas redes sociais, onde fãs (e pessoas sensatas) desenterraram não só do Instagram, mas de toda a internet, imagens com teor de nudez masculino maior que os presentes nas fotos de RiRi — que nunca chegaram a ser verificados e sequer banidos. Rihanna teve sua conta no Instagram desativada pela rede social por postar as fotos e, quando foi reativada, ela mesma — magoada — desativou o perfil e só retornou seis meses depois (e nunca mais foi a mesma). 🙁

Rihanna Revistas: Lui

Ainda há muito progresso e trabalho para acontecer em busca de igualdade de gênero, e podem ter certeza que Rihanna vai fazer parte desse acontecimento. Ela é focada e sabe o que quer. E quando Rihanna quer, ela consegue, certo?

Leia mais Artigos - RIHANNA.com.br

Este artigo foi inspirado em “Five Times Rihanna’s Style Was Unapologetically Feminist” da Billboard.

RIHANNA.com.br - com você e para você
Bruno Azevedo

Bruno Azevedo

Redator em RIHANNA.com.br
Fenty, recatado e do lar. Talvez um pouco rude. Vendedor de trufa na empresa Rihanna desde 2014. Sedento por músicas, fotografias e em descobrir coisinhas novas.
Bruno Azevedo

Comente abaixo e interaja com outros fãs :)